Benefícios do Early Neurological Stimulation (ENS)

  • Melhora da performance cardiovascular;
  • Melhora dos batimentos cardíacos;
  • Melhora do funcionamento da glândula adrenal;
  • Maior tolerância ao estresse;
  • Maior resistência a doenças.

O Programa Super Dog (ou Bio Sensor) é uma série de exercícios de estimulação neurológica precoce (ENS) que tem uma abordagem conservadora para não ter risco de subestimulação.

Os militares americanos em seu programa canino desenvolveram o método que serviu como guia para esse estudo. Como um esforço para melhorar a performance dos cachorros usados para fins militares, um programa chamado “Bio Sensor” foi desenvolvido. Mais tarde, ficou conhecido como “Super Dog” Program (Programa Super Dog). Baseado em anos de pesquisa, os militares aprenderam que os exercícios de estimulação neurológica precoce poderia ter efeitos importantes e duradouros. Seus estudos confirmaram que há períodos específicos no início da vida onde a estimulação neurológica otimiza seus resultados. O primeiro período envolve uma janela de tempo que começa no terceiro dia de vida e dura até o décimo sexto dia. Acredita-se que seja de grande importância para o indivíduo porque esse intervalo de tempo seja um período de rápido crescimento e desenvolvimento neurológico.

E como funciona essa estimulação neurológica precoce? É uma série de cinco exercícios diários por filhote, onde eles deverão ser estimulados de 3-5 segundos em cada posição, cabeça mantida ereta, cabeça apontada para baixo, em decúbito dorsal e estimulação tátil e térmica.

Esses cinco exercícios produzirão estímulos neurológicos que não ocorrem naturalmente durante esse período inicial da vida. Esses exercícios afetam o sistema neurológico, colocando-o em ação mais cedo do que seria normalmente esperado. O resultado é uma capacidade aumentada que mais tarde ajudará a fazer a diferença em seu desempenho.

Nos testes de aprendizagem, os filhotes estimulados foram considerados mais ativos e mais exploratórios do que seus companheiros de ninhada não estimulados, sobre os quais foram dominantes em situações competitivas.

Efeitos secundários também foram observados em relação ao desempenho do teste. Em simples testes de solução de problemas usando desvios em um labirinto, os filhotes não estimulados ficaram extremamente excitados, choramingaram bastante e cometeram muitos erros. Os companheiros de ninhada estimulados ficaram menos perturbados pelas condições do teste e, quando foram feitas comparações, os companheiros de ninhada estimulados ficaram mais calmos no ambiente de teste, cometeram menos erros e emitiram apenas um som ocasional de estresse quando estressados.

Estudos apontam que geralmente a genética é responsável por cerca de 35% do desempenho do cão, mas os 65% restantes (gerenciamento, treinamento, nutrição) podem fazer a diferença. A socialização dos filhotes é uma preocupação de todos os criadores. Acreditamos que é dever do criador entregar o filhote com todas as ferramentas possíveis para poder lidar da melhor forma possível com as mais diversas situações do dia a dia. É um trabalho em conjunto, portanto seu filhote deverá ser estimulado e ensinado também após sair do canil, por isso a importância de procurar um adestrador para ajuda-los nessa jornada.

Iniciamos o protocolo ENS para todas as nossas ninhadas a partir de junho de 2020, afim de melhorar a qualidade de vida dos nossos cães.

Referência: Dr. Battaglia.

, 22/06/2020

Entre em contato